Detectamos que o seu navegador está desatualizado. Para uma melhor visualização do conteúdo, recomendamos que baixe uma versão mais recente.

Menu

Notícia

Categoria: Segov

Governador cumpre agenda com o bloco governista da Assembleia Legislativa

Romeu Zema destacou o trabalho para dar mais transparência na gestão pública e a parceria com os deputados para recuperar o Estado

Imagem ilustrativa - O governador destacou a importância da proximidade com a Assembleia Legislativa
O governador destacou a importância da proximidade com a Assembleia Legislativa (Foto: Marco Evangelista)

Compartilhar notícia

  • ícone de compartilhamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, recebeu na manhã desta quarta-feira (13/2) no Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, 20 deputados estaduais que compõem o bloco governista na Assembleia Legislativa. Durante o encontro, o governador reforçou o compromisso com os repasses aos municípios, transparência e fiscalização dos gastos públicos e, ainda, destacou a parceria entre o Executivo e o Legislativo para avançar nas políticas públicas para recuperar a economia e o desenvolvimento do Estado. 

“Essa proximidade com a Assembleia Legislativa é extremamente importante, principalmente, no momento difícil em que o Estado atravessa. Acho que vai ser com muito diálogo e proximidade que nós vamos poder encontrar soluções que sejam viáveis. E com muita comunicação e transparência também”, afirmou o governador. 

Romeu Zema ressaltou o esforço do Estado para cumprir os repasses  aos municípios, que estão sendo feitos regularmente desde o dia 1º de fevereiro. O governador também reafirmou que o Executivo vai revogar o decreto 47.296, de 2017, para que os recursos oriundos da arrecadação de impostos voltem a entrar diretamente na conta dos municípios em vez de passarem antes pela conta estadual.

Além disso, também falou que o acordo com a Associação Mineira de Municípios (AMM) para o pagamento dos repasses aos municípios – que não foram pagos pela gestão anterior – está sendo fechado. Romeu Zema ainda pediu que a Assembleia também auxilie e faça a sua parte na organização pública. 

“Estamos fazendo os repasses integrais para os municípios às custas de um sacrifício descomunal no Poder Executivo. É uma situação que até dificulta a gestão, mas é a única ação possível para cumprir essa obrigação constitucional que cabe ao Estado. E aí eu solicito aos senhores (deputados estaduais) que os demais Poderes possam também contribuir, não com o Executivo, mas com a organização pública em si, porque realmente nós estamos passando por uma situação de penúria para poder mantermos aquilo que é de direito dos municípios e queremos que seja mantido”, disse o governador.

Economia e Transparência

Zema ainda destacou as ações da nova gestão para enxugar a máquina pública, tornando-a mais eficiente. “Nós temos que mudar. Cada real é importante. Faço questão de dar exemplo com a minha própria pessoa”, relembrou, ao dizer que não está utilizando, por exemplo, o Palácio das Mangabeiras como residência oficial. 

Recuperação do Estado

O vice-governador do Estado, Paulo Brant, também participou da reunião e destacou a importância da união dos Poderes. “Estamos otimistas com o trabalho e a chance de resgatar a própria credibilidade do governo. A Assembleia vai ser a coautora nesse processo de resgate de Minas Gerais, que se apequenou nos últimos anos. O governo está totalmente aberto para construir as soluções necessárias”. O secretário de Governo, Custódio Mattos, também esteve presente no encontro. 

O líder de governo na Assembleia, Luiz Humberto Carneiro, ressaltou a boa relação do governador com a Casa. “Esse bom convívio que o governador está propondo é importante e facilita o trabalho com a Casa. E a gente tem certeza que vai dar certo, até pela dificuldade que Minas está passando e a necessidade de nos unirmos em cima de um resultado positivo”. 

Já o líder do bloco governista, Gustavo Valadares, enalteceu a participação de vários partidos na composição do bloco. “Temos 10 partidos representados nesse grupo, que será o carro-chefe do governo. Queremos ajudar a fazer do Estado o que ele já foi e merece voltar a ser, que é uma referência para o Brasil em termos de gestão, de capacidade, de crescimento, de desenvolvimento, de geração de emprego e renda”.

Fonte: Agência Minas

Últimas Notícias